pessoa segurando medidor glicêmico
Dicas de saúde Longevidade Médico na Tela Para o corpo Plano Funeral Seguro de Acidentes Pessoais Seguros Telemedicina

Dia Nacional do Diabetes: qualidade de vida para quem convive com ele

pessoa segurando medidor glicêmico
A doença é mais comum do que pensamos e é fundamental ficar ligado em seus sinais (Foto: Freepik)

O diabetes é uma condição presente na vida de 9,14% da população adulta brasileira atualmente. Diferentemente do que muitos pensam, a doença não é uma sentença. Por mais que haja restrições e cuidados necessários, é possível viver bem. O desafio é justamente saber como conseguir isso.

Como forma de conscientização, o dia 26 de junho marca o Dia Nacional do Diabetes. A data traz a lembrança de que os cuidados com a saúde podem evitar o problema, assim como o fato de que se pode viver bem sendo diabético.

Com o tratamento correto e bons hábitos, é possível encarar o diabetes apenas como uma condição, e não como uma doença

Falar sobre tudo que envolve o diabetes é sempre importante. Afinal, informação é o ponto de partida para evitar e também para saber como lidar. Então, vamos nessa?

O que causa o diabetes e como funciona em nosso organismo?

O diabetes acontece quando o organismo humano tem dificuldades em produzir a insulina. Esse hormônio é responsável por aproveitar a glicose na corrente sanguínea como fonte de energia para o corpo. Assim, os níveis de açúcar no sangue tendem a aumentar, afinal, não há praticamente nenhum consumo de glicose.

Um ponto importante do diabetes é que essa dificuldade, ou até mesmo falta, de produção de insulina acontece por motivos diferentes. E cada uma dessas razões faz com que a pessoa que sofre da condição tenha um tipo específico de diabetes. São estes:

  • Tipo 1 – No tipo 1, o problema é causado porque o pâncreas não consegue produzir a insulina, ou faz isso menos do que o suficiente. Essa é uma condição que costuma acontecer em fases iniciais da vida, como na infância e na adolescência. O tratamento nesses casos é feito com as injeções de insulina feitas diariamente.
  • Tipo 2 – Já no tipo 2, o problema acontece porque as células do corpo humano têm resistência à insulina. São os casos que acometem pessoas acima dos 40 anos, mas que não necessariamente resultam nas injeções diárias.
  • Gestacional – É o tipo de diabetes que acontece na gravidez, em decorrência do aumento de peso da gestante.
  • Associado a doenças – Este tipo é o que traz o problema associado a outras doenças, como a pancreatite alcoólica ou problemas ocasionados por medicamentos.

Quais hábitos podem evitar o diabetes?

Em muitos casos, bons hábitos podem ser suficientes para evitar que o diabetes se torne um problema na vida de alguém. Portanto, considerar mudar de vida é sempre o caminho certo para evitar o problema. E acredite, estamos falando sobre mudar para melhor!

A vida moderna e tudo que está ao nosso redor pode também nos levar a um dia a dia menos saudável. Tanto o estresse quanto a má alimentação, por exemplo, são fatores que jogam a favor do diabetes. Da mesma forma, o sedentarismo também atrapalha nosso corpo e o mantém mais propenso ao desenvolvimento da condição.

Nos últimos 10 anos, os casos de diabetes cresceram 26,61% no Brasil, o que mostra como a população tem sofrido com seus hábitos e práticas. Mas afinal, o que realmente pode ser feito para evitar essa doença?

Há, sem dúvida, uma lista essencial de boas práticas e preocupações que você deve incluir nos seus planos. E essas são:

  • ter uma alimentação equilibrada;
  • praticar exercícios físicos regularmente;
  • lidar com o estresse (aqui, os exercícios físicos também ajudam muito);
  • frequentar seu médico para fazer check-ups regulares;
  • evitar o fumo e o consumo excessivo de álcool;
  • redobrar a atenção com seus hábitos se houver casos de diabetes na sua família.

Afinal, como conviver com o diabetes?

O Dia Nacional do Diabetes, além de jogar luz sobre a doença, também serve para mostrar que é possível ser feliz com essa condição.

Um diagnóstico não significa que sua vida não será mais a mesma. Na verdade, tudo o que acontecerá são adaptações, a adoção de novos hábitos e ajustes cotidianos para viver de maneira saudável, mesmo diabético.

O bem-estar na vida do diabético não é algo impossível ou improvável. Na verdade, viver bem vai depender apenas de como a rotina é encarada. Abandonar hábitos ruins e se dedicar a outros direcionados à saúde pode ser considerada a escolha certa.

Para ajudar você a visualizar uma vida feliz e saudável com o diabetes, separamos algumas dicas que vão ajudar muito!

Mantenha uma rotina de visitas ao médico

O profissional médico é a pessoa responsável por acompanhar sua condição. Assim, poderá entender a progressão ou estabilização do diabetes.

Portanto, as visitas ao médico precisam ser constantes na sua vida. Ainda que você esteja se sentindo bem e seguindo bons hábitos, não deixe as consultas de lado em momento algum.

Reduza consideravelmente o consumo de bebida alcoólica

Ainda que de maneira social, o consumo de bebida alcoólica pode ser prejudicial a quem tem diabetes. Em muitos casos, não há uma proibição total, mas a restrição acontece.

Portanto, tenha consciência em relação ao consumo. Não faça do álcool um apoio emocional ou uma razão para encontros sociais.

Movimente o seu corpo

Este é, certamente, um conselho essencial para qualquer pessoa, em qualquer condição. Se você tem diabetes, os exercícios físicos, dos mais leves aos mais intensos, serão importantes.

Com ajuda do médico que acompanha seu caso, escolha uma atividade. Insira isso na sua rotina de maneira gradativa e com paciência. De preferência, opte por algo que gosta e que faz bem. Assim, será mais fácil manter a disciplina mesmo nos dias mais cheios e cansativos.

Visite um nutricionista

Grande parte da rotina de uma pessoa diabética gira em torno de uma alimentação devidamente fracionada e controlada. Portanto, o profissional nutricionista terá papel fundamental nos seus bons hábitos.

Você precisará ir a consultas regulares para checar sua condição física e como seu organismo está trabalhando. Assim, sua dieta será atualizada de acordo com os resultados.

Encontre atividades que façam bem a você

É muito importante que você consiga combinar dois fatores: saúde e felicidade! Atividades que fazem bem te ajudam a se ver longe de hábitos ruins, dando melhores condições de combater o estresse.

Se essas atividades forem físicas, ótimo! Mas você pode também adotar novos hobbies que façam você feliz. Aqui, o importante mesmo é ter um momento no seu dia para aliviar a pressão e se manter longe de práticas prejudiciais a quem tem diabetes.

Acompanhar a condição de perto e não esquecer que você tem o direito de ser feliz: essas são as principais dicas que podemos dar! Você pode viver bem e controlar o diabetes com segurança, mesmo com restrições. Afinal, há muito a se viver!

Se você precisar de atendimento ou consultas, a Telemedicina 24 horas da Colo da Mãe pode ajudar você. Além disso, temos outros planos que podem ser de grande ajuda para você e sua família, como nosso Seguro de Acidentes Pessoais e o Plano Funeral. Ambos contam com a qualidade da SulAmérica, uma das maiores seguradoras do país.

Visite o site da Colo da Mãe e conheça melhor nossos planos!

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *